Mesmo após crescimento do PIB, Construção Civil recua 0,8% no segundo trimestre | Coppenge Engenharia
contato@coppengeengenharia.com.br (79) 3224-6455

Mesmo após crescimento do PIB, Construção Civil recua 0,8% no segundo trimestre

Na última sexta-feira (31/08) foi divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil, a qual registrou uma variação positiva de 0,2% em relação ao primeiro trimestre de 2018. A recuperação econômica do país segue em ritmo lento, porém, crescente. O mesmo não se pode afirmar sobre o setor da Construção Civil, que ainda demonstra certa fragilidade.

Em relação ao primeiro trimestre, o PIB do referido setor retraiu 0,8%. Se comparado ao 2° trimestre de 2017, a queda é ainda maior, atingindo 1,1%. Esse setor, que corresponde a 50% do investimento no Brasil, teve um resultado negativo devido a, entre outros quesitos, o desempenho da indústria de materiais, que sofreu queda devido a retração da atividade, motivada principalmente pela greve de caminhoneiros.

O investimento no setor da construção civil também está em baixa. Segundo José Carlos Martins,  presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), o investimento teve uma redução de 1,8%, o que paralisa a Construção Civil, além de dificultar a retomada do crescimento econômico do país.

Já para as atividades imobiliárias, correspondentes ao índice de serviços, houve uma alta de 1,2% em relação ao 1° trimestre e 3% comparado ao 2° trimestre de 2017. De acordo com Martins, esse aumento deve-se ao uso de recursos do FGTS para financiamento habitacional. O mesmo, entretanto, alerta para a necessidade de investimentos, objetivando sobretudo a geração de empregos e um futuro alinhado ao crescimento sustentável.

Fonte: Adaptado de AECweb.

Your Turn To Talk

Deixe seu comentário:

Seu endereço de e-mail não será divulgado.

Iniciar Conversa
1
Precisa de ajuda?
Olá!
tudo bem?
Em que podemos ajudar?
Powered by